FIES – 2ª via do boleto

O Fundo de Financiamento Estudantil(Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em cursos superiores não gratuitas na forma da Lei 10.260/2001. Podem recorrer ao financiamento os estudantes matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

  • Segunda via do boleto Fies Caixa Econômica e Banco do Brasil

     

    Veja como retirar a segunda via do boleto FIES através da Caixa Econômica e clique aqui para ir para a página.

    fies01

    Crédito: Reprodução/Montagem Marcos Garcia

    OBS: Para se retirar a segunda via do boleto FIES pelo Banco do Brasil é necessário abrir uma conta corrente no banco.

  • Desde 2010 o FIES passou a operar em fluxo contínuo, ou seja, o estudante pode solicitar o financiamento em qualquer período do ano, de acordo com a sua necessidade. As inscrições são feitas pelo Sistema Informatizado do FIES (SisFIES), disponível para acesso neste sítio.

    Confira o passo a passo para solicitar o financiamento:

    1° Passo: Inscrição no Sistema de Seleção do Fies (Fies Seleção)

    O primeiro passo para efetuar a inscrição consiste em acessar o Sistema de Seleção do FIES (FIES Seleção) e informar os dados solicitados. No primeiro acesso, o estudante informará seu número de Cadastro de Pessoa Física (CPF), sua data de nascimento, um endereço de e-mail válido e cadastrará uma senha que será utilizada sempre que o estudante acessar o Sistema. Após informar os dados solicitados, o estudante receberá uma mensagem no endereço de e-mail informado para validação do seu cadastro. A partir daí, o estudante acessará o FIES Seleção e fará sua inscrição informando seus dados pessoais, do seu curso e instituição.

    2° Passo: Inscrição no SisFIES

    O estudante pré–selecionado deverá acessar o SisFIES e efetivar sua inscrição, em até 5 (cinco) dias corridos a contar da divulgação de sua pré–seleção, informando os dados de financiamento a ser contratado.

    3º Passo: Validação das informações

    Após concluir sua inscrição no SisFIES, o estudante deverá validar suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até 10 (dez) dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua inscrição. A CPSA é o órgão responsável, na instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.

    4º Passo: Contratação do financiamento

    Após a validação das informações, o estudante, e se for o caso, seu(s) fiador(es) deverão comparecer a um agente financeiro do FIES em até 10 (dez) dias, contados a partir do terceiro dia útil imediatamente subsequente à data da validação da inscrição pela CPSA, para formalizar a contratação do financiamento.

    No ato da inscrição no SisFIES, o estudante escolherá a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal os atuais Agentes Financeiros do Programa.

    Atenção! Os prazos para validação da documentação junto à CPSA e para comparecimento à instituição bancária começam a contar a partir da conclusão da inscrição no SisFIES e da validação da inscrição na CPSA, respectivamente, e não serão interrompidos nos finais de semana ou feriados.

  • Novas condições de pagamento do FIES aos contratos firmados a partir do 2º semestre de 2015:

    Fase de utilização: Durante o período de duração do curso, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais), referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

    Fase de carência: Após a conclusão do curso, o estudante terá 18 (dezoito) meses de carência para recompor seu orçamento. Nesse período, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais), referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

    Fase de amortização: Encerrado o período de carência, o saldo devedor do estudante será parcelado em até 3 (três) vezes o período financiado da duração regular do curso.

    Exemplo:

    Um estudante que financiou todo o curso com duração de 4 anos:

    • Durante o curso: Pagamento trimestral de até R$ 150,00.
    • Carência: Nos 18 meses após a conclusão do curso, o estudante pagará, a cada três meses, o valor máximo de R$ 150,00.
    • Amortização: Ao final da carência, o saldo devedor do estudante será dividido em até 12 anos [3 x 4 anos (período financiado do curso)].

    Clique aqui para simular o seu financiamento.

  • Dúvidas e informações sobre o FIES:

    Central de Atendimento – 0800 616161

    Para enviar uma mensagem clique aqui.

    Para conhecer as dúvidas mais frequentes sobre o FIES clique aqui.

  • Os contratos do Fundo de Financiamento Estudantil(Fies) firmados até

    14 de janeiro de 2010 poderão ter seus prazos de amortização alongados em até 3 (três) vezes o

    período de utilização do financiamento, acrescido de 12 (doze) meses.

    O alongamento do prazo de amortização poderá ser solicitado pelos estudantes adimplentes ou inadimplentes que atendam cumulativamente as seguintes condições:

    • Tenham sido assinados até o dia 14 de janeiro de 2010;
    • Estejam, à época do pedido de alongamento, nas fases de amortização I e II do financiamento;
    • O valor da prestação seja superior a R$ 100,00 (cem reais);
    • A soma dos prazos das fases de amortização I e II do financiamento não seja igual ou superior a 3 (três) vezes o prazo de permanência do estudante na condição de financiado, acrescido de 12 (doze) meses.

    Para o cálculo do novo prazo – que poderá ser de até 3 (três) vezes o período de utilização do financiamento, acrescido de 12 (doze) meses – será deduzido o período de amortização transcorrido até a data da formalização do aditamento de alongamento.

    Nos casos em que a nova prestação de amortização do financiamento resultar em valor inferior a R$ 100,00 (cem reais), o prazo de alongamento será reduzido até que seja atingido valor igual ou superior a R$ 100,00 (cem reais). Além disso, o prazo de alongamento do contrato para o período de amortização não poderá ser inferior a 6 (seis) meses.

    Como solicitar a renegociação?

    O pedido de ampliação do prazo para amortização e a simulação do valor da nova prestação devem ser efetuados neste sítio por meio do Sistema Informatizado do FIES (SisFIES).

    Após o pedido ser feito pelo SisFIES, o estudante deverá procurar a agência da Caixa Econômica Federal onde o contrato foi firmado para formalizar o pedido de prolongamento do prazo por meio de Termo Aditivo ao contrato de financiamento. O Termo Aditivo deverá ser assinado pelo estudante financiado e seu fiador na agência onde o contrato foi firmado.

    No momento da assinatura do termo aditivo de ampliação do prazo, o estudante financiado deverá apresentar ao agente financeiro os seguintes documentos:

    • Documento de Regularidade para Alongamento de Amortização (DRA) extraído do SisFIES;
    • Declaração de inexistência ou desistência de ação judicial contestando as condições do financiamento ou de embargos opostos, extraída do SisFIES;
    • Cópia do documento de identidade, do CPF e do comprovante de residência do próprio e do fiador;
    • Comprovante da renda do fiador em valor igual ou superior ao dobro do valor da nova prestação calculada.

    Nos casos em que for necessária a apresentação de declaração de desistência de ação judicial, esta deverá ser entregue à Caixa Econômica Federal acompanhada da petição protocolizada em cartório judicial formalizando a desistência da ação e renúncia do direito.

    As prestações e demais obrigações em atraso deverão, a critério do financiado, ser pagas no ato da formalização do termo aditivo de alongamento de prazo ou incorporadas ao saldo devedor do financiamento.

    Na formalização do termo aditivo de alongamento do prazo de amortização, não serão cobrados do financiado tarifas bancárias e honorários advocatícios decorrentes de cobrança administrativa de débitos do financiamento.

    Os contratos de financiamento que estiverem em fase de execução judicial poderão participar da renegociação, mediante acordo em juízo, cabendo ao financiado assumir o pagamento das custas processuais e dos honorários advocatícios devidos, na forma da Lei.

FIES – 2ª via do boleto
5 (100%) 1 voto